Wednesday, March 01, 2006

Módulo 1000 - Não Fale Com Paredes (1970)




DOWNLOAD!



Faixas:
01. Turpe Est Sine Crine Caput
02. Não Fale Com Paredes
03. Espêlho
04. Lem - Ed - Êcalg
05. Ôlho por Ôlho, Dente por Dente
06. Metrô Mental
07. Teclados
08. Salve-se Quem Puder
09. Animália
10. Curtíssima (bônus)
11. Ferrugem e Fuligem (bônus)



O jornal Rolling Stone, em sua edição nacional, de número 4 (21 de janeiro de 1972) trazia na segunda capa (interna) anúncio de página inteira com o disco. Está lá escrito: "Nosso som é o som do mundo para ser sacado e curtido" - Módulo 1000, com a foto do quarteto e a capa do disco, trazendo apenas o nome da banda e da obra - "Não Fale Com Paredes". Uma estréia que prometia, mas que enfrentou resistências, mesmo dos setores mais roqueiros da mídia, inclusive do próprio RS.

A razão da reação adversa de alguns é, ao mesmo tempo, o grande trunfo do álbum: o som progressivo, altamente técnico, que, ao contrário das críticas, não deixava de manter o pé no rock e da psicodelia. Integravam o grupo carioca, os músicos Luiz Paulo (órgão, piano e vocal), Eduardo (baixo), Daniel (guitarra) e Candinho (bateria). A produção, devidamente capitalizada no anúncio do jornal, é do disc-jockey Ademir, um dos mais destacados da época, depois de Big Boy.

De fato, em suas nove músicas, "Não Fale Com Paredes" é um exercício de criatividade instrumental que, hoje, pode-se nivelar aos melhores discos do gênero produzidos no exterior. "Turpe Est Sine Crine Caput", cantada em latin, com um impressionante trabalho de guitarra, abre o disco mostrando o que vem pela frente. "Não Fale Com Paredes", com letra de Vitor Martins ("Uma pessoa/É uma figura/É uma imagem/Numa moldura/Minha imagem quer sair do quadro/Dessa vitrine sem profundidade"), em clima de quase hard-rock à la Grand Funk Railroad, expõe a face mais pesada do grupo. E "Espelho" é uma viagem acústica, com vocais suaves, que lembra um pouco a sonoridade dos Mutantes.

Um aviso na capa do lp reflete a preocupação do grupo com a qualidade de produção: "o tempo de duração de cada face do disco foi limitado a 16 minutos para proporcionar uma excelente reprodução sonora". Objetivo alcançado, pois ainda hoje causa supresa aos novos ouvintes o resultado final do disco, gravado com as conhecidas condições técnicas nacionais de trinta anos atrás. E por jovens que tinham idade média de 20 anos.

"Não Fale Com Paredes" também é assíduo frequentador dos "want lists" (procurados) de colecionadores internacionais de discos raros de psicodelia e progressivo. Sua capa (em detalhe) está no livro "2000 Record Collector Dream", do austríaco Hans Pokora, e uma de suas músicas - "Lem-Ed-Êcalg (Glacê de Mel, ao contrário) integra a coletânea "Love, Peace & Poetry - Latin American Psychedelic Music", ao lado do também brasileiro Som Imaginário.

Mesmo assim, a sina de "Não Fale Com Paredes" parece ser parmanecer no anonimato. Tanto que já é candidato a transformar-se em "disco perdido" também na era digital. Remasterizado, com capa original de papel e encarte com as letras, ganhou versão em cd, sem que ninguém tenha se dado conta. Originalmente gravado pela Top Tape, a reedição caprichada, limitada e provavelmente esgotada é da Zaher Zein/Projeto Luz Eterna.

Texto de Fernando Rosa, originalmente publicado na revista ShowBizz.


Fazer o download de Módulo 1000 - Não Fale com Paredes (1970)

12 comments:

Anonymous said...

o melhor sem duvidas - heavy heavy psych.....

JC said...

curioso para ouvir, mas deu um pau no arquivo zipado.... :( me ajuda ae, please.

Jansen Inc. said...

comentando a primeira vez aqui...

esse disco é simplesmente FODA!!!

fantástico... muito bom mesmo!!!

parabéns pela maravilhosa iniciativa!

fperacoli said...

Pessoal,

O link já está funcionando novamente.

99 said...

caro fperacoli,

A pergunta é meio óbvia, mas os mp3 foram tirados da reedição da
"Zaher Zein/Projeto Luz Eterna" ?

E mais uma vez: obrigado pelo grande blog.

crabwithbrain said...

ahaha, parabens pelo trabalho..o blog realmente ta otimo..
abraços!

Tobias said...

great thank you gracias!!!
I got this recommended by the fantastic weirdpunkgroup HUMAN EYE

Adriano said...

Cara, esse disco é MUITO BOM!!!! A qualidade da gravação é boa, o que por si só já impressiona. Todas as músicas são ótimas, e o instrumental é altamente técnico. Estou impressionado... Pena que as duas faixas-bônus não foram disponibilizadas. É, sem dúvida, um dos melhores discos de rock progressivo que eu já escutei. Valeu!!!

Anonymous said...

Relevando a minha ignorância, com MODULO 1000 encontrei um há muito desejado ELO PERDIDO entre Black Sabbath e ELP!! Muito bom!

Fernando said...

Cara .... sem palavras, agradeço até hoje o camarada que me apresentou o Modulo 1000!!!!

Adeus Alborghetti said...

Muito bom o disco mesmo. Conheci através do filho do Guitarrista Daniel, que é um grande amigo meu... Muito bom mesmo....

gæn said...

Raridade das boa..
vlw