Thursday, June 22, 2006

Denise Emmer - Canto Lunar (1982)




DOWNLOAD!


Faixas:
01. Canto Lunar
02. Luzes da Cidade
03. Voa Canção
04. Moça de la Mancha
05. Grande Amor
06. O Amor é Leve
07. O Sol
08. Canção de Acender a Noite
09. Estrela no Mar, Peixe no Céu
10. Cama na Calçada



Filha dos escritores Dias Gomes e Janete Clair, Denise Emmer é cantora, compositora, instrumentista e poetisa.

Denise Emmer estudou piano durante oito anos com Werther Politano e iniciou suas primeiras composições aos 10 anos de idade. Ainda no colégio, começou a pesquisar e a compor em português arcaico, sendo dessa época suas canções "Galvan el gran cavalero" e "Aquestas mañanas frias". Em 1980, graduou-se em Física, seguida de uma pós-graduação em Filosofia. Cursou o Conservatório Brasileiro de Música (Violoncelo), onde foi aluna de Paulo Santoro. É autodidata no violão e na flauta doce

Em 1970, suas composições "Pelas muralhas da adolescência" e "Tema verde" fizeram parte da trilha sonora da novela Assim na Terra como no Céu, da Rede Globo.

Ainda na década de 1970, participou, como compositora e cantora, da trilha sonora das seguintes novelas da TV Globo: Bravo! (1975), de Janete Clair, O pulo do gato (1978), de Bráulio Pedroso, e "Pai Herói" (1979), de Janete Clair, com a canção "Alouette".

"Alouette", muito executada nas emissoras de rádio, foi lançada, no ano seguinte, em compacto simples, atingindo a vendagem de 300.000 cópias, o que valeu à cantora um Disco de Ouro e a participação em programas de televisão. Em seguida, gravou um compacto duplo com a versão cantada e a versão instrumental de "Alouette" e contendo ainda as faixas "Chocolat", "Jardineiro" e "Sândalus" (instrumental, com solo de flauta doce executado pela cantora), todas de sua autoria.

Na década de 1980, atuou em produção musical de trilhas de novelas e dos seriados O bem amado e Quarta nobre, na TV Globo.

Em 1980, gravou seu primeiro LP, Pelos caminhos da América. O disco contou com arranjos de Jayme Alem e do Grupo Água, que atuou também na instrumentação, e texto de apresentação de Ferreira Gullar. Nessa época, fez shows com o Grupo Água.

Em 1981, atuando como cantora e instrumentista (violão e flauta doce), lançou o LP Toda cidade é um pássaro, registrando exclusivamente canções de sua autoria. O disco, produzido por Ronaldo B. Vieira, contou com a participação de Alain Pierre (arranjos, baixo acústico, baixo elétrico, violão, percussão e vocal), Paulinho Soledade (arranjos, violão Ovation, guitarra e vocal), Beto Resende (viola), Marcelo Costa (percussão e vocal), Jaques Morelenbaum (violoncelo), Guilherme Dias Gomes (piano), Alfredo Dias Gomes (bateria), Ana Lucia (vocal) e Cecília (vocal).

Em 1983, como cantora e instrumentista (charango, flauta doce, tambor, cravo e flauta doce soprano), gravou o LP Canto lunar, produzido por Ronaldo B. Vieira e com com a participação de Alain Pierre (arranjos, violão, saltério, baixo acústico), Myrna Herzog (flauta doce, flauta doce tenor, kruhm Horns, viola da gamba, violoncelo, vielle), Paulinho Soledade (guitarra), Jaques Morelenbaum (violoncelo), Beto Resende (viola), Freddy Anrique (Bombo Leguero) e Eliahu Feldman (vocal). A música "Canto lunar" mais tarde virou sucesso com o grupo folclórico Tarancon.

Ainda na década de 1980, participou, como compositora e cantora, da trilha sonora das novelas Coração alado (1980), Voltei pra você (1983), e Sinhá moça (1986).

Em 1992, gravou o LP Cantiga do verso avesso, contendo composições próprias e arranjos de Alain Pierre, contando com a participação de Jaques Morelenbaum.

Criou, em 1994, o grupo Trovarte, cantando acompanhada por Ludmila Plitek (violino), Ivan Sérgio Niremberg (viola) e Beto Resende (violão). Com o conjunto, apresentou-se em recitais na Academia Brasileira de Letras, na Casa de Cultura Estácio de Sá e em eventos beneficentes realizados no Rotary Clube, além de atuar em festas e convenções.

No ano seguinte, lançou o CD Cinco movimentos e um soneto, musicando poemas de Ivan Junqueira. O disco contou com a participação de Alain Pierre (arranjos, violão, teclados e alaúde), Jaques Morelenbaum (violoncelo) e Alexandre Caldi (saxofone). Atuou também como tecladista em algumas faixas.

Paralelamente à sua atuação como compositora, cantora e instrumentista, é autora de vários livros como Canções de acender a noite (1982), O inventor de enigmas (1989) e Cantares de amor e abismo (1995), recebendo inúmeros prêmios.

Em 2001, passou a integrar, como violoncelista, a Orquestra Rio Camerata.

Lançou, em 2004, o CD Mapa das horas, atuando como cantora e violoncelista. No repertório, suas composições e a a participação de Alain Pierre (co-produção, arranjos, violão, viola, baixo, alaúde, piano, teclado, organeto medieval, espineta, percussão e voz), Lenora Mendes (flauta doce, viola da gamba, vielle, viela de roda, darback, aduf e tambores), Alexandre Caldi (sax alto), Elza Marins (oboé) e Luciano Rocha (violoncelo barroco).

Discografia:
  • Alouette (1980) Tape Car/Som Livre Compacto simples
  • Denise Emmer (1980) Tape Car/Som Livre Compacto duplo
  • Pelos caminhos da América (1980) Tape Car/Som Livre LP
  • Toda cidade é um pássaro (1981) Independente LP
  • Canto lunar (1983) RGE LP
  • Cantiga do verso avesso (1992) Independente LP
  • Cinco movimentos e um soneto (1995) Leblon Records CD
  • Mapa das horas (2004) Lumiar Discos CD

    Texto adaptado do Dicionário Cravo Albin.

  • Fazer o download de Denise Emmer - Canto Lunar (1982).

    11 comments:

    Anderson said...

    Esse blog é maravilhoso. Parabéns pelo trabalho... tem discos que procuro há muito tempo na net e não conseguia achar. Um abração

    archigram said...

    This is beautiful music. Thank you!

    Guardião said...

    Ei Fábio já que você está nessa de cantoras, manda uma da Tetê Espíndola!

    Abraço!

    Anonymous said...

    Amei este álbum!! Amei!!!

    Rony Oliveira said...

    Maravilhoso Denise Emmer, eu amo essa mulher. Se tiver outro álbum dela porae, por favor, nos disponibilize. Virei seu fã bicho, tô divulgando seu blog porae.
    Muito Obrigado e Abraços,

    Rony Oliveira

    Anonymous said...

    Por favor gostaria da letra da musica Companheiros que a Denise Emmer cantava em Sinha Moça novela da Globo de 1986.

    fperacoli said...

    Infelizmente não tenho a letra dessas músicas.

    giselle said...

    Olá!!!
    Meu nome é Giselle Emmer em homenagem a mãe dela, minha mãe adorava a novela Pai Herói e como tinha o personagem da karina dançava balé então ficou Giselle e emmer p/causa da denise emmer.
    Também sou cantora,acho q deve ser pela influência do nome =)
    Parabéns pelo blog!!!
    Gostaria de saber mais sobre ela.
    abraçsss

    seila said...

    na decada de 70,80 eu pude sentir o amor , e ela me fez lembrar e sentir hoje , em 2009, que isso ainda pode vir com força.

    Taci said...

    Puxa, vários discos que nao encontrava em muitos lugares e dou de cara com todos eles aqui,
    muito obrigada por tornar acessível as boas notas da nossa
    música...
    =)

    Caldas said...

    Pra quem pediu a letra da música "Companheiros":

    Um bornal levo nas costas, a cordilheira mostro
    A montanha mais bonita que tanto quero galgar
    Não há lugar para 2 guerreiros, mas para companheiros

    E eu vejo em seu olhar não é tão difícil chegar
    Basta um pouco insistir e ele me diz: “Pode subir”.
    Não há lugar para 2 guerreiros, mas para companheiros

    Sua voz soa tão manso que eu me esqueço o quanto me canso
    A cada passo da escalada que para ele não é nada
    Não há lugar para 2 guerreiros, mas para companheiros

    Um sonho louco de subir, a esperança de chegar
    A montanha determina e a natureza ensina
    Nada se vai, tudo se transforma, renasce em outro amanhecer (2x)

    Sua voz soa tão manso que eu me esqueço o quanto me canso
    A cada passo da escalada que para ele não é nada
    Não há lugar para 2 guerreiros, mas para companheiros

    Um sonho louco de subir, a esperança de chegar
    A montanha determina e a natureza ensina
    nada se vai, tudo se transforma, renasce em outro amanhecer (2x)